Recompra de debêntures aquece no mercado

No ano passado, ao menos 63 debêntures, os principais títulos privados do mercado, foram recomprados antes do vencimento. O movimento é estratégico e visa reduzir os custos com financiamento das companhias. Muitas empresas estão aproveitando os juros mais baixos  para recomprarem os papéis emitidos no passado, com rendimentos elevados aos investidores, para lançar papéis com menores rendimentos. Segundo a Thomson e Reuters, em 2018 foram mais 9 casos. Se a empresa decide recomprar, o investidor é compelido a vender, tendo este mais dificuldade para alocar recursos em investimentos similares com rentabilidades atrativas, como há 2 anos, principalmente em operações de renda fixa. Para manter os mesmos ganhos, é provável que esse investidor tenha de se expor mais em fundos multimercados ou na bolsa de valores.

Editorial Nello Investimentos

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
NENHUM COMENTÁRIO

ESCREVA UM COMENTÁRIO