Receita Federal aperta o cerco aos fundos de “Private Equity”

A Receita Federal tem autuado fundos de Private Equity (fundos de participação acionária) que, para terem isenção de Imposto de Renda, simulam ter apenas investidores estrangeiros. Fundos de investidores brasileiros estão sujeitos a impostos com alíquotas de 15% de IR sobre rendimentos, contudo os estrangeiros estão isentos. Diversas gestoras e casas de investimentos foram autuadas ou estão sendo investigadas. As multas podem variar entre 35% e 53% e, em alguns casos, foram cobradas não apenas sobre o ganho de capital dos investidores, mas sobre o principal investido, fato que vem chamando a atenção do mercado.

Editorial Nello Investimentos

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
NENHUM COMENTÁRIO

ESCREVA UM COMENTÁRIO