Queda da Selic Muda Foco de Investidores

Com o novo corte de juros anunciado pelo Banco Central na última semana para 8,25%, os investidores terão de buscar outras alternativas e se expor mais ao mercado. Os fundos de renda fixa aos poucos vão perdendo atratividade, frente ao cenário de novos cortes na taxa SELIC até o final do ano.

Segundo Fabrício Scalzilli, sócio da Nello Investimentos, empresa de Fusões e Aquisições, sediada em São Paulo, além do aumento da procura por ativos em renda variável, em especial mercado de ações, em momentos como este, o investidor aguça seu interesse por oportunidades na economia real.

Nos primeiros dias de setembro houve aumento em mais de 25% em consultas de investidores, fundos de investimento e family-offices junto a empresa, buscando oportunidades, em especial, em operações ligadas aos setores de saúde, alimentos, logística e transportes, concessões e empresas de tecnologia no modelo SaaS (software como serviço).

Com a possibilidade de retomada da economia, mesmo que de forma gradual, atividades ligadas a consumo e varejo estão voltando ao radar do investidor. Segundo Scalzilli, alguns fundos estão rastreando oportunidades que tenham sinergias com outras empresas já investidas, para ganho de escala e rentabilidade, aproveitando ainda que há ativos à venda com preços atrativos.

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
NENHUM COMENTÁRIO

ESCREVA UM COMENTÁRIO