Operações de M&A em março se mantêm na relação anual

Operações de M&A em março se mantêm na relação anual

O número de operações de fusões e aquisições (M&A, na sigla em inglês) em março se manteve em relação a igual período do ano passado, com 54 anúncios, conforme dados divulgados hoje pela PWC. No primeiro trimestre do ano foram anunciadas 222 transações, um aumento de 28% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram anotadas 174 transações. Segundo a PwC, o dado de março já reflete os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia.

A Região Sudeste representou 67% das transações anunciadas, com 148 transações até março de 2020: só o Estado de São Paulo compõe 55% das transações anunciadas nos três primeiros meses do ano, com 122 transações.

Entre os setores, o de TI se mantém na liderança, com 69 de transações no período. Uma delas foi a aquisição feita pela Hotmart, empresa brasileira que opera uma plataforma de compra, venda e divulgação de produtos digitais, que comprou a norte americana Teachable.

Ainda no primeiro trimestre do ano, as transações envolvendo investidores nacionais corresponderam a 78% das aquisições e compras minoritárias, uma máxima histórica para o período, segundo a PWC. Entre as aquisições envolvendo capital estrangeiro, Estados Unidos, França e Canadá foram responsáveis por 44% do total.

Antes do Covid

As privatizações e concessões representaram seis transações até março de 2020, redução de 14% em relação ao mesmo período de 2019, quando foram registradas sete transações desse tipo. Uma delas foi feita pela Eagle, empresa brasileira de exploração e produção de petróleo e subsidiária do grupo CKL, que comprou quatro campos de exploração terrestre da Petrobrás, na Bacia de Tucano, na Bahia.

Fonte: institucional.ae.com.br

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
POST TAGS:
NENHUM COMENTÁRIO

ESCREVA UM COMENTÁRIO