Metade do preço de carros elétricos é imposto no RS

Ainda à espera da prometida redução de alíquota de 25% de Imposto sobre Produtos Industriais (IPI), o carro elétrico patina no Brasil. O leitor Luiz Cesa sugeriu calcular a incidência total de tributos, e o resultado foi um susto: chega a quase 50% do valor total do veículo no Rio Grande – bem acima da média dos equipados com motor a combustão, o modelo 1.0 tem carga tributária de 31%. O que mais pesa é mesmo o IPI.

Em seguida, vem o ICMS, imposto estadual, que eleva a fatia em 12% no Rio Grande do Sul. Embora não esteja embutido no valor, o IPVA cobrado por um modelo zero quilômetro de R$ 100 mil, valor base para o produto, é de R$ 1,5 mil.

Em São Paulo, principal mercado de modelos elétricos, o peso do tributo estadual é de 18% – totalizando 55% do total. No entanto, o proprietário tem isenção de 50% do IPVA, o que não ocorre no Rio Grande do Sul.

Fonte: GaúchaZH

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
1COMENTÁRIO
  • Flavio
    6 de abril de 2019

    Há um engano na soma da tributação total do híbrido.

    Sds

ESCREVA UM COMENTÁRIO