Fundos de Investimento focam em Empresas em Crise

Com recursos abundantes à disposição dos fundos de investimento, as estratégias não se limitam a investir em companhias sadias, com potencial de crescimento. Há teses especificas votadas a empresas em dificuldade financeira. Há pelo menos três gestoras em processo de captação de recursos que podem somar mais de R$ 2 bilhões de reais, objetivando a compra de ações e dívidas de empresas alavancadas, que, pela difícil situação, estão na porta de um processo de recuperação judicial.

São as gestoras Starboard Reestructuring Partners, IG4 Capital e Laplace Finanças. Fabricio Scalzilli, sócio da Nello Investimentos, ressalta que estes casos exigem uma análise mais criteriosa na estrutura de passivos e riscos das empresas, mas com ativos depreciados e vulnerabilidade dos donos, podem-se fazer bons negócios, com perspectivas de ótimos retornos futuros. Entrar nesse tipo de mercado, exige muito conhecimento de gestão de crise. São fundos específicos com gente preparado para isso, arremata Scalzilli.

No radar das empresas estão áreas como mercado imobiliário, hospitais em dificuldade, infraestrutura, fábricas de estruturas metálicas e indústria pesada. Em muitos casos, a entrada desses fundos nas empresas ocorre via aquisição de dívidas não pagas, que num segundo momento serão transformados em ações da própria companhia.

Fonte: Valor

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
NENHUM COMENTÁRIO

ESCREVA UM COMENTÁRIO