Fundadores de startups de alto crescimento não são jovens nerds, aponta estudo

Histórias de sucesso como as de Bill Gates, Steve Jobs e Mark Zuckerberg – que começaram suas empresas ainda na adolescência – criaram o estereótipo dos empreendedores do Vale do Silício. Eles são nerds, quase sempre homens e muito jovens. Mas um estudo publicado pelo Bureau Nacional de Pesquisa Econômica mostrou que não é bem assim.

Os pesquisadores da instituição descobriram que a idade média de um fundador de startup nos Estados Unidos – que contratou ao menos um funcionário – é de 41,9 anos. Já no caso das startups de alto crescimento, essa média sobe para 45 anos. A idade mencionada dos empreendedores refere-se ao momento de fundação da empresa.

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores avaliaram uma variedade de dados administrativos das empresas. Segundo o site TechCrunch, esse tipo de análise é mais preciso do que pesquisas e outros métodos de coletas de estatísticas, pois considera informações de toda a população alvo.

Ao analisar subcategorias, o estudo apontou algumas pequenas diferenças. No setor de óleo e gás, por exemplo, a média de idade dos fundadores é de 51,4 anos. A única categoria em que a idade média dos fundadores está abaixo dos 40 é na de empresas que receberam investimentos de capital de risco. Em Nova York, a idade média dos fundadores de empresas nessa situação é de 38,7.

Os autores do estudo acreditam que a razão para isso é que os fundadores mais jovens “precisam mais de financiamento externo no estágio inicial” do que os mais velhos, que costumam ter uma boa rede de contatos e capital próprio para fundar suas empresas.

Fonte: Época Negócios

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
NENHUM COMENTÁRIO

ESCREVA UM COMENTÁRIO