Dow e DuPont concluem fusão e DowDuPont passa a ser negociada na Nyse

A fusão das americanas Dow Chemical e DuPont, que dá origem à holding DowDuPont, foi concluída com êxito e tornou-se efetiva na quinta-feira, segundo nota das companhias. Diante disso, as ações da DuPont e da Dow deixaram de ser negociadas na Bolsa de Valores de Nova York e, a partir de hoje, os papéis da nova companhia passam a ser transacionados com o símbolo “DWDP”.

A empresa combinada conta com três divisões, Agricultura, Ciência dos Materiais e Produtos Especializados. Pelos termos do acordo de fusão, os acionistas da Dow receberam uma ação da DowDuPont por cada papel que detinham e os da DuPont receberam uma taxa fixa de troca de 1.282 ações da DowDuPont por cada ação da DuPont.

Em nota, o presidente-executivo da DowDuPont, Andrew Liveris, diz que o processo de criação de três empresas independentes também está avançando, com o objetivo de conclusão dessa etapa “o mais rápido possível”. A previsão é a de que esse processo seja concluído em 18 meses.

“Embora o patrimônio e a força conjunta das duas empresas sejam impressionantes, o verdadeiro valor dessa fusão reside na pretendida criação de três empresas poderosas que influenciarão mercados e impulsionarão o crescimento para o benefício de todos os seus públicos”, afirma Liveris.

De acordo com o executivo-chefe da DowDuPont, Ed Breen, com a conclusão da fusão, o foco agora está em finalizar as estruturas organizacionais das três empresas pretendidas e capturar sinergias.

A expectativa é a de que a operação resulte em sinergias de custo de cerca de US$ 3 bilhões, alcançadas nos primeiros dois anos após a conclusão da fusão, e de mais US$ 1 bilhão em termos de crescimento.

O conselho de administração da DowDuPont é formado por 16 membros, oito deles ex-diretores do conselho da DuPont e oito diretores que fizeram parte do conselho da Dow. Liveris é o presidente do colegiado e Breen também tem um assento.

Foram constituídos três comitês consultivos para supervisionar o estabelecimento das divisões de Agricultura, Ciência dos Materiais e Produtos Especializados, que darão origem às empresas independentes e cada comitê desenvolverá uma estrutura de capital em linha com o estatuto social, além de designar o futuro diretor-presidente e as demais lideranças de cada nova empresa.

Fonte: Valor Econômico

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
NENHUM COMENTÁRIO

ESCREVA UM COMENTÁRIO