A primeira moeda virtual brasileira

Pierre Schurmann, um dos sócios do fundo de venture capital Bossa Nova Investimentos, que possui participação em 347 startups encontrou uma maneira de atrair investimentos estrangeiros para algumas de suas empresas, sem grandes burocracias. Ele lançará, nos EUA, no próximo dia 15 de junho, a BR11, a primeira security token brasileira. Trata-se de uma moeda virtual atrelada a um ativo real. A BR11 estará associada a onze startups brasileiras selecionadas, que atuam no segmento B2B, em áreas como automação de vendas, meios de pagamento, transporte, entre outras. Cada BR11 valerá US$ 1,00 e o câmbio flutuará de acordo com o sucesso das startups. “A ideia é emitir o equivalente a 10% de participação nas onze startups e captar entre US 11 milhões e US$ 20 milhões”, ressalta Schurmann.

Editorial Nello Investimentos

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
NENHUM COMENTÁRIO

ESCREVA UM COMENTÁRIO